sexta-feira, 31 de julho de 2009

Férias no Brasil em janeiro de 2008


Passado o tal casamento número 2 fomos para um merecido descanso na praia lógico. Eu sempre ouvia falar da Ilha Grande, no Rio mas nunca tinha ido, resolvemos conhecer juntos. Fomos com uma barraca e uma mochila cada um pra ficar quase uma semana em um camping. A melhor opção de alojamento digamos que não é o camping se ele estiver muito cheio, mas em questão de preço com certeza vale a pena. Nós aguentamos três ou quatro noites e no dia seguinte que seria nosso último dia, procuramos uma pousada mas o valor de uma noite acabou saindo mais caro que todas as outras juntas. A próxima vez vamos procurar campings cadastrados pelo Camping Club do Brasil que acredito que vai ter o mínimo mais distancia entre as barracas o que dá um pingo de privacidade pelo menos. A viagem em si foi regenerativa e interessante, mas poderia ter sido mais calma se tivessemos ido a uma aldeia menos turísticas. Tudo é feito pra tentar te arrancar grana, e Charles com essa cara de gringo que ele tem já viu né. Em geral foi bem tranquilizante e divertido visitar essa ilha e descobrir o paraíso que ela é, se eu pudesse eu moraria lá ou passaria boa parte do ano. O barato pra quem não sabe é que lá não pode ter carro além de bombeiros e polícia e tudo é feito a base da canela, bicicleta e carrinhos improvisados que servem para levar mercadorias para pousadas e restaurantes, e fora isso tem áreas totalmente virgens na ilha que provavelmente tenha animais selvagens. É o paraíso mais precisa repelente hahaha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário